sexta-feira, 5 de março de 2010

Planejamento: "Nossas raízes, uma viagem pelo Brasil"


Diante do PPP da escola desse ano,feito pela coordenadora, elaborei o meu planejamento para a turma 1201,jáq ficou decidido esse ano que eu acompanharia minha turma de alfabetização do ano passado.

Nossas raizes, uma viagem pelo Brasil!

Os operários de Tarsila do Amaral


4. Desenvolvimento do Projeto:

1° bimestre – Afinal, quem descobriu o Brasil?

4.1. Período de diagnose, adaptação e revisão de Português e Matemática.
Trabalhar a apostila de Revisão enviada pela Secretaria Municipal de Educação, onde estudaremos os temas e conteúdos abordados na apostila.
Período: 22/02 à 22/03
Após este período de revisão, começaremos a trabalhar o projeto em questão.

A partir desta unidade, traremos um novo olhar sobre a complexidade da formação do povo brasileiro, formado por diferentes povos, de diferentes continentes.
Como o próprio nome do 1° bimestre sugere, falaremos sobre a chegada dos portugueses no Brasil e sua colonização frente aos índios que por aqui já viviam.
Palavras – chave: portugueses e índio
Unidade de trabalho: /gue/ /gui/ ; vogal seguida de /n/
Data prevista: mês de abril

Motivação: utilizar os livros – “Faz muito tempo” de Ruth Rocha e “Terra à vista” de Beatriz, Elizabeth E Ruyter C. Ribeiro. Através dos livros discutiremos a chegada dos portugueses no Brasil sempre incentivando a princípio a expressão oral e faremos um texto coletivo sobre o assunto destacando a direção da escrita e espaçamento entre palavras, uso de letra maiúscula em inicio de frases e parágrafos. Registrar através de desenhos e frases espontâneas.
Organizar mural com o titulo do bimestre, através de desenhos e formação de frases curtas.
Pontos positivos e negativos da chegada dos portugueses no Brasil (suas contribuições e influências).
Destacar primeiramente a palavra /portugueses/ e o fonema /gue/, no texto coletivo, identificando som inicial e final, numero de letras e silabas na palavra. Formar novas palavras utilizando este fonema, dando inicio o 1° vocabulário impresso no caderno.
Diferenças ortográficas entre /qu/ e /gu/. Pesquisa para o banco de palavras.
Nome e sobrenome é a nossa primeira noção de pertencer. Cravados em documentos, localizam a gente na família, na geografia e na história do planeta. Qual a biografia do Araujo, do Silva, do Souza, do Santos? Antes eram necessárias longas horas no cartório, na casa de antigos parentes e até mesmo em cemitérios, em meio a entrevistas e documentos empoeirados. Com o uso da internet pesquisaremos questões sobre a nossa identidade a partir do nosso nome completo, observando sua grafia e por quantas palavras é composta, aproveitando que 90% da turma obtêm um sobrenome de origem portuguesa. Conhecendo melhor a si mesmo (eu, família, escola, sociedade), tipos de família e tipos de casas.
Trabalhar mapa, identificando nosso país e o país de quem é português – Portugal. Marcar o caminho que Cabral fez para chegar ao Brasil em suas caravelas. Fazer um paralelo entre a nossa escola e a casa de cada um, identificando o caminho percorrido. A rua onde mora, seu endereço.
Concluída essa fase, destacaremos outra palavra do nosso texto coletivo: índio.
Destacaremos o som inicial da palavra, aumentando o nosso vocabulário utilizando palavras com vogal seguida da consoante /n/.
Abordaremos a vida indígena antes e depois da chegada dos portugueses.
Musica: “Todo dia era dia de índio” de Baby Consuelo “Tu Tu Tu Tupi” de Helio Zinskind.
Literatura: “A sopa dos 10 indiozinhos” e “curumim e a noite”.
Palavras e nomes de origem indígena – registrar em blocão ou cartaz.
Contribuições indígenas na culinária, na arte, na linguagem e na religião, através de histórias e lendas indígenas.
Elaboração de pequenas historias e noção de inicio,meio e fim.
Matemática: Historia dos números, numero e numeral de 0 a 9, antecessor e sucessor,unidade e dezena, calendário, adição e subtração envolvendo unidades e problemas.

Culminância: construção de uma maquete reconstruindo através da visão e do entendimento deles, a chegada dos portugueses no Brasil.

2° Bimestre: Meu Brasil, africano!!



Nesta unidade abordaremos questões que buscam fortalecer as origens e influências dos povos africanos trazidos forçosamente para o Brasil.
Desenvolveremos por meio de textos e atividades um novo olhar sobre fatos e relações, ampliando o horizonte de referência do aluno sobre o porquê das diferenças físicas, culturais e sociais entre as pessoas. Procuraremos informações que possa contribuir para a superação do preconceito, resgatando a dignidade deste povo na história e por meio dela, através de personalidades e personagens afro-brasileiros.
Palavras – chave: samba; máscara; zebra; laço
Unidades de trabalho: /am/ ; /as/ ; /br/ ; /ç/
1. Data prevista: mês de maio

Motivação: após termos falado da chegada dos portugueses no Brasil e a luta e colonização dos índios, falaremos sobre a chegada dos negros africanos como escravos no Brasil. Para isso usaremos obras de Debret e discutiremos cada pintura onde ele retrata a vida dos negros naquela época formando frases e opinando de maneira crítica a situação. Criar mural.
Falaremos sobre a contribuição dos negros na culinária e na arte – dança, musica e instrumentos. Utilizarei o samba enredo da Império Serrano de 1982 , “BUM BUM, PRATICUMBUM, PRUGURUNDUM” para descrever e destacar a palavra samba. O samba como um gênero musical descendente de raízes africanas surgida no Brasil.
Depois de destacar na musica a palavra em questão, identificar o som inicial da palavra e procurar na letra do samba outras que tenham vogal seguida da consoante /m/. Construir vocabulário e registrar no caderno.
Falaremos dos instrumentos musicais que compõem um samba. Registrar em blocão ou caderno.
Ordem alfabética e interpretação de pequenos textos.
Sugestão de CD e DVD: ‘Adventures in samba” clássicos da Disney tocados em samba.
Matemática: decomposição de dezenas, ordem decrescente e crescente

Motivação: utilizando a cultura africana, falaremos sobre as máscaras e sua importância dentro da cultura negra. Confeccionar máscaras africanas. Utilizar a palavra máscara na produção de um texto coletivo e destacar na palavra o som inicial: máscara. Construir mais um vocabulário utilizando palavras que tenham vogal seguida da consoante /s/.
Falaremos dos diversos tipos de máscaras, através de leituras, construção de palavras e interpretação.
Pontuação
Matemática: números pares e impares

Motivação: filme: “Madagascar”- falaremos sobre os animais africanos e destacaremos a palavra zebra. Identificar o som inicial e final desta palavra e destacar a sílaba zebra. Construção de novas palavras que contenha o encontro consonantal /br/. Formação de novo vocabulário e registro no caderno.
Formação de novas frases e pequenas histórias.
Matemática: adição sem reserva
Seres vivos - animais, meio ambiente e diferentes ambientes. Identificar animais da selva africana, da Amazônia, do deserto do Saara (na África)...
Identificar no mapa o continente africano. Registrar a rota que os negros africanos fizeram ate chegar ao Brasil.

2. Data prevista: mês de junho
Neste mês falaremos sobre o preconceito, contribuindo para que as crianças adquiram conceito como respeito a si próprio e ao outro.
Aproveitando o inicio da Copa do Mundo, abordaremos questões sobre o futebol, sobre os países que participam e dando ênfase ao país que estamos falando desde o mês anterior: a África e seus costumes como culinária, idiomas, contos, moeda...

Motivação: contar a historia “Menina bonita do laço de fita” sem o livro e sem dizer o título. Pedir que cada um dê uma sugestão para o nome da história escrevendo numa tira de papel. Depois de todos darem seus palpites, apresentar a capa do livro e pedir para que façam a leitura do titulo. Comentar com eles que nem sempre temos uma mesma opinião sobre um mesmo assunto, em virtude das respostas que eles deram, o importante é respeitar todas as opiniões.
Desenvolver a expressão oral de cada aluno, comentando sobre a capa do livro: cor da pele e cabelo da menina, do coelho, quem usa cabelo desse jeito e outras...
Leitura do livro.
Registrar através de desenhos e frases a história citada.
Destacar o titulo do livro e identificar a quarta palavra: laço. Destacar as silabas da palavra e o ultimo fonema: laço. Construir outras palavras que tenham /ç/ e ampliar o vocabulário registrando no caderno.
Uso de letra maiúscula em inicio de frases, parágrafos e nomes próprios (inventar um nome para a personagem do livro).
Adjetivos (qualidades)
Matemática: problemas envolvendo adição sem reservas
Aproveitar o tema do livro e trabalhar a questão da diversidade étnico cultural, através de debates e fotos de uma pessoa da família que eles acham que são parecidos para que possamos refletir nossa origem, nossa imagem e as diferenças entre nós. Discutir sobre o preconceito através dos Direitos das Crianças, artigo 1 “Todas as crianças são iguais e têm os mesmo direitos, não importa sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade”.
Relembrar e ouvir historias sobre pessoas/personalidades afro-brasileiras: Zumbi dos Palmares, Chica da Silva, Dayane dos Santos, Dudu Nobre, Gilberto Gil, Michael Jackson.
Ciências: corpo humano e os sentidos

Motivação: leitura do livro “A decisão do campeonato” de Ruth Rocha. Através deste livro falaremos sobre um assunto que qualquer brasileiro desde pequeninho e independente do gênero sabe falar: o futebol. Principalmente porque na 2ª semana de junho dará início à Copa do Mundo.
Através da linguagem oral, textos e frases, destacaremos a origem do futebol, as regras, os integrantes desse jogo, os clubes brasileiros, os campeonatos, até chegarmos à copa do Mundo. A partir de então, ampliaremos nosso olhar para o mundo: os países que estão participando, o mascote da copa, em que país vai acontecer a copa deste ano, qual o pais que tem mais títulos...
Destacar a palavra futebol e identificar as silabas e o ultimo pedacinho: futebol. Construir novas palavras que tenham vogal seguida de /L/. Registrar no caderno o vocabulário.
Matemática: tabelas; antecessor e sucessor, adição sem reserva
Ciências: importância e cuidados com o corpo - higiene, saúde e esporte.

Motivação: leitura de outro livro da Ruth Rocha: “Armandinho, o juiz”.
Nesta unidade continuaremos a explorar a riqueza do futebol e a Copa do mundo. Daremos maior ênfase à África, pais sede deste campeonato neste ano.
Através do livro destacaremos a palavra juíz, suas silabas e o ultimo pedacinho /íz/.
Registrar no caderno palavras que tenham vogal seguida de /z/.
Através de contos, musicas e historias, conheceremos um pouco mais sobre a África do Sul: bandeira, lendas e provérbios africanos, curiosidades, imagens e símbolos africanos, culinária e costumes.
Matemática: subtração sem recurso
Ciências; alimentação (estabelecendo um paralelo com as comidas típicas da África).

Culminância: construir algumas maquetes retratando o país que estudamos: África.
Em grupos cada um criará a sua maquete: selva africana, Copa do Mundo, dos negros escravos trazidos para o Brasil e de uma tribo africana.

Até a próxima!!
Faby  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário